Retinose Pigmentar

retinitis-pigmentosa

Retinose pigmentar é uma doença genética que causa a progressiva degeneração da retina. Normalmente a doença compromete, em seu estágio inicial, a visão à noite e a visão periférica. Com a evolução da doença, perde-se também a percepção de cores e visão central, culminando frequentemente em uma iminente cegueira.

Apesar de ser considerada uma doença rara, estima-se que existam mais de 40 mil pessoas com a patologia no Brasil.

Pesquisas

Ainda não há nenhum tratamento específico para a sua cura. Apesar disto já existem testes genéticos disponíveis, que ajudam a avaliar o risco de transmissão da doença de pais para filhos, além de ser a melhor opção para um diagnóstico preciso.

Um paciente adequadamente diagnosticado pode se beneficiar de novas descobertas, desenvolvimento de pesquisas e abordagens de tratamento, tendo a melhor forma de manter sua independência.

Daí a importância do Instituto Holofotes, que tem o intuito  de incentivar pesquisadores há se interessar por este problema que afeta um grande número de pessoas. Ao divulgar a doença, o Instituto prioriza a importância do diagnóstico precoce e a necessidade de avanços da medicina oftalmológica.